A Laws.Africa project
3 June 1983

Mozambique Government Gazette Series I supplement dated 1983-06-03 number 22

Download PDF (316.3 KB)
Page 1
Sexta-feira, 3 de Junho de 1983                                                              I SÉRIE — Número 22




                              BOLETIM DA REPUBLICA
                                      PUBLICACÃO OFICIAL DA REPÚBLICA POPULAR DE MOÇAMBIQUE




                             SUPLEMENTO
          Presidência da República:                            zação e organização do povo, no aproveitamento dos recur-
Comunicado:                                                    sos locais, na resposta, no engajamento popular para o
                                                               cumprimento desta palavra de ordem, transformaram Niassa
    Sobre a saudação e distinção às populações, estruturas e
      dirigentes das Províncias de Niassa e Manica             hoje no orgulho nacional.
                                                                  Niassa produz hoje comida para alimentar a sua popu-
                                                               lação e ainda alimenta outras províncias.
                                                                  Matama, regadio construído contando com o recurso às
                PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA                       próprias forças, produz hoje milho, soja, feijão, maçãs,
                                                               pêras, morangos. Matama tem um dos maiores rendimentos
     Comunicado sobre a saudação e distinção                   de trigo e milho por hectare.
às populações, estruturas e dirigentes das Províncias             Matama é modelo de um projecto concebido e realizado
                de Niassa e Manica                             com meios locais, com altos rendimentos e cujos resultados
                                                               melhoram o nível de vida da população.
   O trabalho nas províncias é decisivo para o desenvolvi-        Novas cidades nascem no Niassa, constituídas por anti-
mento económico e social do pais, para a elevação do           gos marginais, contra-revolucionários, desertores da FRE-
nível de vida da população.                                    LIMO, agentes comprometidos com o regime colonial
  É do trabalho e das realizações em cada província que        português, que a resolução popular libertou para que
resulta o desenvolvimento global do País.                      assumissem um papel positivo na própria transformação
  Este facto foi mais uma vez realçado pelo IV Congresso       da sociedade.
do Partido Frelimo pela decisão tomada de se reforçar
   direcção dos órgãos locais.                                    O trabalho localmente realizado atraiu as suas famílias
  Desde a independência que se têm verificado em todas         que se lhes juntaram, mobilizou a solidariedade de todo
as províncias do nosso país iniciativas e realizações impor-   o povo moçambicano e dos jovens em particular.
tantes que contribuem para a vitória contra o subdesen-           Este é um aspecto de grande importância política que
volvimento.                                                    prova a capacidade da nossa revolução de transformar o
  São iniciativas e realizações que, do Rovuma ao Maputo       homem.
em todas as províncias, constituem orgulho para o Povo            Niassa mostrou estar na vanguarda deste processo. São
moçambicano, são exemplo e testemunho da capacidade,           estes alguns dos aspectos que fazem já do Niassa um
do talento criador e do espírito patriótico do nosso povo.     modelo na luta contra o subdesenvolvimento.
  De entre as províncias onde estas realizações mais se           A Província de Manica constitui hoje exemplo de deter-
destacam importa mencionar as Províncias de Niassa e           minação patriótica na defesa da pátria e na luta contra
Manica, pela forma como foi correctamente assumida e           a fome.
exercida a direcção, pela maneira como a mobilização,
                                                                  Manica praticamente ainda não viveu um período de
o engajamento e o dinamismo populares se manifestam
e pelos altos resultados alcançados.                           paz. Pouco tempo após a independência, Manica passou
  A Província do Niassa é a mais atrasada das províncias       a ser o primeiro alvo da agressão da soldadesca de Smith.
que encontrámos após a independência nacional. Sem infra-         Derrotado o exército racista da Rodésia do Sul, e quando
-estruturas, com agricultura atrasada e sem indústria.         se iniciava a reconstrução das zonas devastadas pela
  Em 1979 aquando da visita do Presidente da República         guerra, Manica passa a ser campo de batalha contra a
à Província do Niassa, foi desencadeada uma vasta ofensiva     agressão do exército racista sul-africano, através do bandi-
para fazer desta província «um modelo de luta contra o         tismo armado.
subdesenvolvimento».                                              Para fazer face a estas agressões, a população de Manica
  A correcta direcção imprimida pelo Comité Provincial         organizou-se em autodefesa, desenvolveu o espírito patrió-
do Partido Frelimo e pelo Governo Provincial na mobili-        tico e levantou bem alto a bandeira do internacionalismo.

Page 2
Download full gazette PDF