A Laws.Africa project
20 October 1986

Mozambique Government Gazette Series I supplement number 2 dated 1986-10-20 number 42

Download PDF (273.8 KB)
Page 1
 Segunda-feira, 2 0 de Outubro de                1986                                         I SÉRIE - N ú m e r o 4 2




                                B   O    L   E    T     I   M           D   A        R   E     P   Ú   B   L   I   C   A



                                        PUBLICAÇÃO OFICIAL DA REPÚBLICA POPULAR DE MOÇAMBIQUE




                    2   .   °            S       U      P       L   E       M   E   N     T        O




   C O M U N I C A D O D O BUREAU POLÍTICO D O COMITÉ CENTRAL D O PARTIDO FRELIMO
D A C O M I S S Ã O P E R M A N E N T E D A A S S E M B L E I A P O P U L A R E D O C O N S E L H O DE M I N I S T R O S
                      D A R E P Ú B L I C A P O P U L A R DE M O Ç A M B I Q U E À N A Ç Ã O

       Moçambicanos, Moçambicanas

       É com profunda emoção e dor que o Bureau Político do Comité Central do Partido Frelimo, a Comissão Perma-
nente da Assembleia Popular e o Conselho de Ministros da República Popular de Moçambique comunicam a todo o povo
moçambicano do Rovuma ao Maputo o trágico falecimento do Presidente do Partido Frelimo, Presidente da República
Popular de Moçambique, Marechal SAMORA MOISÉS MACHEL.
      Este terrível acontecimento enluta a Nação moçambicana e constitui uma perda irreparável para a nossa Pátria,
para a nossa região, para a África e para a humanidade.
       Cada moçambicano sente esta tragédia como um terrivel momento de sofrimento na sua história.
       O Presidente SAMORA MOISÉS MACHEL, pai da Nação e fundador da nossa República Popular de Moçam-
bique, é símbolo da unidade do povo moçambicano, de heroísmo e grandeza, era o melhor filho do nosso povo.
       O falecimento ocorreu quando o avião presidencial, vindo de Mbala, Zâmbia, ao aproximar-se do aeroporto de
Maputo se foi despenhar em circunstâncias ainda não escla recidas, no território sul-africano, em Mbuzine, cerca de
5 Km a Noroeste da Namaacha.
       O Presidente SAMORA MOISÉS MACHEL regressava de mais uma missão para o estabelecimento da paz na
África Austral e o desenvolvimento da cooperação regional. Era mais uma missão em favor da liberdade, da justiça,
da igualdade, da paz e do progresso, causas as quais dedicou a sua coragem de combatente e o seu talento de estadista.
O Presidente SAMORA MOISÉS MACHEL cumpria esta tarefa certo de que só com a eliminação do banditismo
armado na África Austral os povos poderiam dedicar os seus esforços e energias ao progresso, desenvolvimento
bem-estar social.
      A vida do Presidente SAMORA MOISES MACHEL constitui exemplo para todos os moçambicanos pela co-
ragem, coerência, dignidade e total dedicação à causa do povo moçambicano que sempre o inspirou.
       O Bureau Político do Comité Central do Partido Frelimo, a Comissão Permanente da Assembleia Popular e o
Conselho de Ministros da República Popular de Moçambique assumem em toda a sua dimensão a gravidade de que
se reveste a perda do seu chefe e vivem a imensa dor, de todos os moçambicanos, no País e no estrangeiro.
      Esta perda tem lugar, num momento particularmente difícil da nossa história e da nossa vida, quando contra
o nosso país se encarniçam as forças mais reaccionárias que pretendem destruir a nossa independência e as conquistas
da revolução moçambicana.
      É a segunda vez que em circunstâncias trágicas o povo moçambicano perde o seu dirigente máximo, o grande
dos seus mais justos anseios e aspirações.

Page 2
Download full gazette PDF